O Ecarta Musical é um projeto da Fundação Ecarta que visa valorizar a música e os músicos do Rio Grande do Sul, assim como facilitar o acesso da população a este bem cultural.



Confira os shows realizados
em 2009:
NOTA PÚBLICA
Repúdio à sanção
do Governo para
extinção das
fundações estaduais

Nome: 
E-mail: 
 
 

 Em Porto Alegre
 
Sede da Fundação Ecarta (Av. João Pessoa, 943 - Farroupilha)

Dia 23/01
Música instrumental pela estrada - Pampa Y Piano de Bethy Krieger


A compositora e pianista Bethy Krieger reuniu nove composições que representam um painel da sua produção musical no Rio Grande do Sul que foram apresentadas por ela ao piano (teclado) e Luizinho Santos nos saxofones tenor, alto e soprano além da flauta transversal. No repertório, Nova Bossa, VIP, Balada Choro, Chacarera pro Raul, Partido novo, Lagoa do peixe, Falta um Samba, Sambaião, Tempo Frio.

O show em formato de duo, especialmente concebido para a Fundação ECARTA apresentou o repertório do CD Pampa Y Piano, de Bethy Krieger, gravado com o financiamento do Fumproarte, e que recentemente recebeu cinco indicações para o Prêmio Açorianos de Música: melhor compositora, melhor arranjador (Cristóvão Bastos), melhor produtor musical (Luizinho Santos), melhor instrumentista (Marquinhos Fé) e Melhor CD Instrumental (Premio recebido).

O duo já tem vinte anos e apresenta em seu currículo shows em diversos projetos tais como Blue Jazz, do Theatro São Pedro; Música nas Esquinas, da Prefeitura de Canela; Música ao Meio Dia e Trinta-Petropar, do Theatro São Pedro, na Feira do Livro e em eventos culturais variados.

Saiba mais sobre Bethy Krieger e Luizinho Santos.

Fotos: René Cabrales

Dia 09/01
Júlio Reny - 30 anos de carreira


O cantor e compositor apresentará um resumo dos seus 30 anos de carreira, com nove álbuns oficiais de estúdio. No repertório:  O mundo é maior que o teu quarto (Márcio Petracco), Sandina (Jimi Joe), Cine Marabá, Expresso Oriente, O segundo fim, Linda Menina e Não chores Lola (Júlio Reny),  Jovem Cowboy (Júlio Reny/Piá), Cão Vagabundo (Júlio Reny/Lúcio Dorfman, Egisto Dal Santo), Forasteiro Triste (Júlio Reny/Frank Jorge/Márcio Petracco), A cerveja de cada dia (Júlio Reny/Bebeco Garcia, Egisto Dal Santo), Amor e Morte (Júlio Reny/Jack Vallandro).  

O show solo será com violão e kazoo, instrumento de sopro típico do Sul dos Estados Unidos. Saiba mais sobre Júlio Reny. Mais informações: www.myspace.com/julioreny

Fotos: Thaís Brandão


Dia 19/12
Show de Mário Falcão
*
Convidado especial: o percussionista Fernando Sessé

Mário Falcão (voz e violão) escolheu um repertório que inclui suas composições mais recentes, músicas do CD (lançado em 2004) e duas releituras muito particulares para canções mais antigas: Viagem e Esquilador. A brandura, que caracteriza o jeito de utilizar a voz e o violão de Falcão, soma-se à diversificada e ágil percussão de Fernando Sessé, músico convidado para acompanhá-lo neste espetáculo. Cantor e compositor que possui um trabalho que transita especialmente entre o pop e a bossa nova, mas que também agrega, naturalmente, informações típicas do sul do Brasil. Suas letras trazem imagens, provocações sensoriais e intelectuais em temas que abordam costumes, amor e ecologia.

Repertório: Vamos chegar, Fim e começo, Dados, Curiosidades, Sem título, Junho, Quem mandou, No shopping e Dança dos laços de fita, de Mário Falcão;  Viagem (João de Aquino e Paulo César Pinheiro); Esquilador, de Telmo de Lima Freitas; Pra compensar tua ausência, de Alexandre Vieira e Carlos Patrício; ClarezaEfêmera, de Mário Falcão e Orestes Dornelles; Quando te vi, de Mário Falcão e Cármen Nunes; e Oração, de Mário Falcão e Guido Pereira.

Acesse mais informações sobre Mário Falcão e Fernando Sessé.
Também em www.mariofalcao.com.br  e www.myspace.com/mariofalcao.

* Selecionado no Edital Ecarta 2009/2010.

Fotos: Thaís Brandão


Dia 21/11
Reverba Trio (Surf Rock Instrumental)


Reverba Trio é um projeto de surf rock instrumental de Júlio Cascaes (guitarrista), Felipe Grimm (contrabaixo) e Júlio Sasquatt (bateria).

Embora o foco principal seja a Surf Music o trio conta com temas que enfatizam diversas influências: mambo, jazz, bolero, música arábe, latina, caribenha e tantos outros. O grupo iniciou seus trabalhos em 2007 com músicas que Julio havia gravado um ano antes em seu demo intitulado Reverba. Algumas faixas foram solicitadas em curtas metragens e audiovisuais, como "O caso do cantor desaparecido" (2006, dir. Rafael Rodrigues), o DVD "Os Replicantes 2.00.7", o curta homônimo "Reverba" (Dir.: Thiago Köche), entre outros trabalhos.

Mais informações em: www.myspace.com/reverbatrio

Fotos: Thaís Brandão


Dia 07/11
Coral do Cecune especial


O Coral do Centro Ecumênico de Cultura Negra – Cecune foi criado em março de 1994, em Porto Alegre, reunindo pessoas de 14 a 60 anos em atividades de pesquisa, alfabetização musical, interpretação vocal e acompanhamento  instrumental. É uma  experiência  pioneira da comunidade afro-brasileira no Rio Grande do Sul, cuja característica fundamental é, além de seu caráter comunitário, a adoção de uma metodologia própria de construção do canto, com o objetivo de promover  o resgate da expressão musical  com matrizes nas culturas africanas  e construção de  uma proposta pedagógica popular de canto coral.

O Cecune é uma organização não governamental (ONG) sediada em Porto Alegre, fundada em 1987, que desenvolve ações voltadas ao desenvolvimento de projetos para o despertar da auto-estima da população afro-descendente. Entre elas, está o Projeto Coral do Cecune - único coral étnico afro-descendente do Rio Grande do Sul. O grupo representa um tipo especial de linguagem empregada na luta contra o racismo, ocupando espaços onde outra forma de discurso não chegaria, recompondo auto-estima e revelando valores estéticos, musicais e culturais. O CECUNE se mantém pelo trabalho voluntário de seus membros, por auxílios e patrocínios específicos recebidos para projetos e pelas alianças e parcerias que faz com órgãos e entidades da sociedade civil.

Fotos: Thaís Brandão


Dia 24/10
Fio da meada


O show reuniu três músicos gaúchos com um trabalho expressivo: Caio Martinez (voz), Samuel Costa (acordeon) e João Vicente Macedo (violão sete cordas).

No repertório, canções como Resolvi não amar e Vamos dançar (letra e música de Caio Martinez); A dama do meretrício, Aonde vais, Fio da meada, Melhor que nada, Meu pai e Sem você saber (letra de Caio Martinez; música de João Vicente Macedo); Coração de poeta, Desculpa cabrocha, Ingratidão, Piedade, Trabalho nunca matou ninguém e Um dia (letra de Caio Martinez; música de Samuel Costa), entre outras.

Confira mais informações sobre João Vicente Macedo, Caio Martinez e Samuel Costa.

Fotos: Thaís Brandão


Dia 10/10
Bebeto Alves solo


O show reuniu composições antigas com canções recentes gravadas no novo CD O Maravilhoso Mundo Perdido, que será lançado no final do ano. Além de seu instrumento original, o violão, Bebeto utilizou o saz baglama, instrumento de cordas trazido de Istambul e um instrumento de percussão chamado bendir de origem marroquina.

No repertório, Depois da Chuva, Mais uma Canção, O Homem Invisível, Tchau e as novas, Tira Mancha, O Maravilhoso Mundo PerdidoBugiganga, entre outras.

Confira mais informações sobre Bebeto Alves.

Fotos: Thaís Brandão

Dia 26/09
Felipe Azevedo - Violão com voz *


As canções deste show contemplam um modo de fazer e executar canções em que o eixo principal é o violão – centro onde gravitam a voz do intérprete, a letra e seus significados poéticos e as possíveis escutas geradas da conversa interativa destes três elementos na internalidade da canção. Felipe diz que este trabalho busca absorver a riqueza rítmica e cultural-étnica que constitui as diversas músicas brasileiras e todo o legado deixado e constituído pelas mãos de violonistas-compositores populares anônimos ou não, na formação daquilo que chamamos hoje de Violão Popular Brasileiro.

REPERTÓRIOTamburilando, Viola quietinha, Balagulá xibimba, Quebradinho, Tema para um compasso de espera, Choro deslizante, Percussìvé, Chorandinho, Balanço tupiniquim, Balaio de cordas, Kibungo-gerê, Trilha A Casa – Fragmentos, A janela entreaberta, Cantiga Inusitada (Felipe Azevedo); Maracatu Torto (Felipe Azevedo e Mauro Aguiar); Valsa (Felipe Azevedo e Marco de Menezes); Linha de impasse (Felipe Azevedo/Thiago Amud/Luis Mauro Vianna); Oi Cangorô (Felipe Azevedo – Arranjo sobre gravação de Eduardo das Neves datada de 1904).

Confira mais informações sobre Felipe Azevedo.

* Show selecionado pelo Edital Ecarta 2009/2010

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 12/09
Gisele De Santi e Fabrício Gambogi
     

As canções de Gisele De Santi falam do amor nos mais diversos contextos. Esse tema aparentemente clichê, surge nas canções da compositora como uma forma universal e atemporal de comunicar com diferentes palavras, um sentimento comum a todos. O espetáculo carrega uma unidade leve e dramática, ora triste ora contente, com o tema amor em diversos ritmos e cores desde a sofisticação da bossa, do jazz e do blues, até o embalo brasileiro do samba-canção, samba-rock, chamamé e baião. Gisele De Santi teve sua voz acompanhada pelo violão de Fabricio Gambogi.

REPERTÓRIO - Chama-me, Samba sem título e Em mim (Gisele De Santi/Fabricio Gambogi); História da Menininha, Mais Uma, Quinhão, E eu?, Canção do Sol, Outono, Morena Branca, Disco Duplo, Há Milênios, Entenda e Por Aqui (Gisele De Santi); TPM (Gisele De Santi/Necka Ayala); Flores Demais (Gisele De Santi/Ianes Coelho/Rafael Caetano).

Confira mais informações de Gisele De Santi e Fabrício Gambogi.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 29/08
Yanto Laitano em show solo


O músico apresentou (voz e piano) suas canções que falam de amor e existencialismo. As canções que combinam elementos do rock dos anos 70, ragtime, jazz e música brasileira fazem parte do disco "Horizontes e Precipícios", que está finalizado, mas ainda não tem data para o lançamento. Além de suas canções, Laitano também apresentou alguns clássicos dos roqueiros argentinos Fito Paez e Charly Garcia e recebeu Izmália Ibias, que fez uma participação especial. O repertório ainda contou com uma versão para o clássico "Rain Drops Keep Fallin on my Head", de Burt Bacharach, chamada "Chove na Minha Cabeça".

REPERTÓRIO - A Beira de Um Precipício, Porto Alegre Blues, Como Matar Um PlanetaDinheiro no ChãoA Flor Que NasceNão Te Quero Mais, Charly Tomó DemásMeu Amor e Eu Não Sou Daqui (Yanto Laitano); Mestre Jonas (Zé Rodrix); Fim da Tarde  (Yanto Laitano, Juli Manzi); Promessas  (Yanto Laitano, Luciano Zanatta); Chove na Minha Cabeça (Raindrops keep Falling on my heart) (Burt Bacharach); Agora Só Falta Você (Rita Lee); A Rodar Mi Vida (Fito Paez).

Confira mais informações sobre Yanto Laitano.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 15/08
Banda NetHrA


O grupo, composto por Claudio Bonder (vocal), Álvaro Luthi (violas, guitarras e vocais), Everton Wazack (violas e guitarrras), Edson Jr (baixo e violões), vem se destacando nos cenários gaúcho e brasileiro do pop rock e conquistando cada vez mais adeptos. Pela primeira vez, realizará um show totalmente acústico, mostrando um lado mais intimista, com baladas românticas, acompanhados de violões de aço e baixolão. A maioria das canções é do seu novo trabalho ‘Só sem solidão’, que será lançado oficialmente em Porto Alegre, em CD e pen drive, no mês de outubro deste ano.

Repertório:
Please e Na manha (Claudio Bonder), Nada vai mudar, Dias sem razão, Beijo despedaçado, Ela vai voltar e Vou viver em paz (Álvaro Luthi), Por onde anda você (Álvaro Luthi, Claudio Bonder e Everton Porto), Só sem solidão (Claudio Bonder e Everton Porto).

Saiba mais sobre a banda NetHrA. Também acesse www.myspace.com/nethraspace e www.nethra.com.br.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria


Dia 18/07

Nicola Spolidoro Quarteto


A busca por uma música instrumental brasileira sem limites, nem rótulos. Essa é a ideia do Nicola Spolidoro Quarteto. Formado por grandes músicos da cena instrumental gaúcha, Rafael Marques (bateria), Carlos Delia (contrabaixo), Matheus Kléber (teclado e acordeom) e Nicola Spolidoro (violão e guitarra), o quarteto tem como objetivo criar uma atmosfera que envolva músicos e público num sentimento só.

REPERTÓRIO - Estrada de chão batido, Misturando, Paula, Um momento relax, Roda gigante, Tap groove, Sem medo e Bons encontros, de Nicola Spolidoro; Lucky Southern, de Keith Jarret; Vestido longo, de Arismar do Espírito Santo; Só danço samba, de Tom Jobim/Vinícius de Moraes; Estamos aí, de Maurício Einhorn/Durval Ferreira/Regina Werneck. Confira em www.myspace.com/nicolaspolidoro.

Mais informações sobre Rafael Marques, Carlos Delia, Matheus Kléber e Nicola Spolidoro.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 04/07
James Liberato e Michel Dorfman


Apresentação única do pianista Michel Dorfman e do guitarrista James Liberato montada para os admiradores da música brasileira. No repertório, Lugar Comum (João Donato e Gilberto Gil), O morro não tem vez (Tom Jobim e Vinicius), Batida diferente (Mauricio Einhorn), Mas que nada (Jorge Benjor), A insensatez, Dindi e Ela é Carioca (Tom Jobim), Estamos ai (Mauricio Einhorn), A rã (João Donato e Caetano Veloso).

Confira mais informações sobre Michel Dorfman e James Liberato.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria


Dia 20/06
Show especial do pianista uruguaio Juan Schellemberg

Pianista, compositor e diretor de orquestra, Juan Schellemberg é um músico de grande versatilidade. Tem vasto conhecimento do rock, do pop, da música erudita, da MPB e, sobretudo, do tango e da música popular uruguaia. Participa, como arranjador e compositor, em projetos de dança contemporânea, a exemplo de 7X7 Valsas de Jobim, com coreografia de Augusto Lima.

No repertório do show no Ecarta Musical, ele foi do erudito ao contemporâneo. Ao piano, acompanhado por Sérgio Astengo, no bandoneón, apresentou composições de sua autoria Sin Tregua, Suite Montevideana, Vals, Milonga Del Chiqui, Acrata, Puerto Sauce, Flor Nocturna; e Marina (Dorival Caymmi); La Maioneta (letra de Gabriel De León e música de Juan Schellemberg); Água de Beber e Imagina (Tom Jobim); e Desarma Y Sangra (Charly Garcia).

Confira mais informações sobre Juan Schellemberg.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 6/6
Paulo Dionisio e Banda


Um dos maiores artistas e compositor do cenário do reggae brasileiro, Paulo Dionísio vocalista da Banda Produto Nacional, apresenta seu show “Outras Canções”, trabalho no qual interpreta ritmos que passam pela bossa nova, samba, MPB, baladas, salsa e outras batidas. Além de cantar e compor Paulo Dionisio também é Produtor de cd´s, eventos culturais, e têm participações em gravações das bandas Chimarruts, Aruêra, Da Guedes, DJ Piá, entre outros. Para acompanhá-lo, Paulo Dionísio chamou os músicos Gustavo Nunes (guitarra), Tiago Fagundes (bateria), Luis Souza (baixo).

Mais em www.myspace.com/paulodionisiobanda.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 23/05
Os poETs apresentaram uma divertida mistura de música e poesia


O grupo é formado pelos músicos e poetas Alexandre Brito, Ricardo Silvestrin e Ronald Augusto. Em uma parceria atípica que deu certo - todos fazem as letras, as músicas e cantam -, eles vão do extremo da letra do rap ao vazio de texto da música eletrônica, sem se aprisionar em um gênero específico. O repertório é uma mescla do CD “Musica Legal com Letra Bacana” (Gravadora YB), e do próximo, que está para ser lançado: Hino dos poETs, Nostradamus, Ilha de cara, Só você, Aquela menina, Salva-vidas, Festa de urubu, 2 de fevereiro e Sarava. O novo CD terá 14 faixas produzidas por Maurício Tagliari (produtor, entre outros, de Trio Mocotó, Nouvelle e Nação Zumbi). Site www.ospoets.com.br

Confira mais informações sobre Os poETs.

Fotos: René Cabrales                                     clique em uma imagem para abrir a galeria


Dia 09/05
Serrote Preto apresentou músicas de seu novo CD


Formado por Zé Evandro (Voz e Sopapo); Gustavão (Baixo); Marceneiro (Guitarra); Rafa (Percussão); Duda (Bateria) e o professor Roberto (Trombone), o grupo gaúcho de música contemporânea Serrote Preto apresentou algumas canções que estarão em seu novo CD "Mistura de Crenças", como o reggae Deixa Falar, o samba-rock Crença, a balada Chuí Chuá, a ciranda pop Sacode a Poeira - também remixada em faixa bônus -, e Tô Que Tô; além de Navegantes, Carro de Boi e Nagô, do CD "Single 2003". “Mistura de Crenças” será lançado ainda neste ano.

Confira mais informações sobre Serrote Preto.

Fotos: Thaís Brandão                                     clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 25/04
Mirando Carmem – 100 anos da estrela maior


Estréia do show das cantoras Adriana Marques (voz) e Simone Rasslan (voz e teclado) em homenagem a Carmem Miranda, no ano em que se comemora os cem anos de seu nascimento. Com um repertório musical e de arranjos vocais que remetem aos tempos áureos da MPB, as cantoras comemoraram à altura da vibração e do carisma que Carmem Miranda sempre dedicou ao seu público, seja em palcos brasileiros ou do exterior, e que a consagrou como artista de reconhecimento internacional.

Dentre as canções, O Tic-Tac do Meu Coração (Alcir Pires Vermelho/Valfrido Silva); Mundo Não se Acabou (Assis Valente); Adeus, Batucada (Sinva Silva), Chica Chica Boom Chic (Harry Warren/Mack Gordon), Recenseamento (Assis Valente), Disseram que Eu Voltei Americanizada (Luis Peixoto/Vicente Paiva), Na Batucada da Vida (Ary Barroso/Luiz Peixoto), Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso), Alô, Alô (André Filho), South American Way (Al Dubin/JimmyMchugh – Tradução Aloysio de Oliveira), Chatanooga Cho Cho (Harry Warren/Mack Gordon), Marchinhas (pout-pourrit): Tahí ( Joubert de Carvalho), Marchinha do Grande Galo (lamartine Babo/Paulo Barbosa), Touradas em Madrid (João de Barro), Mamãe eu Quero (Jararaca/Vicente Paiva). Arranjos: Adriana Marques e Simone Rasslan.

Confira mais informações sobre Carmem Miranda.

Confira mais informações sobre Adriana Marques e Simone Rasslan.


Fotos: René Cabrales                                      clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 11/04
Trio Chico especial

Andrea Cavalheiro acompanhada por Rodrigo Rheinheimer e Pedro Gonzaga

É o encontro do sax de Pedro Gonzaga, da voz de Andrea Cavalheiro e do violão de Rodrigo Rheinheimer com as composições de Chico Buarque. Três amigos, músicos e colegas da Hard Working Band, Pedro, Andrea e Rodrigo prepararam um show especial para o Ecarta Musical. No repertório, clássicos de Chico Buarque como Futuros Amantes, Anos Dourados, Samba do Grande Amor, João e Maria e outras tantas imortalizadas na voz desse grande artista.

Confira mais informações sobre Andrea Cavalheiro.


Fotos: René Cabrales                                      clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 28/03
Poética da Canção, com Leandro Maia


A apresentação no projeto Ecarta Musical será realizada na versão voz e violão, resgatando uma confidencialidade com o público, dando uma ênfase maior aos poemas escritos no encarte do CD Palavreio.

No repertório do show, estão canções de sua autoria, como Apresentação (cantada a capela, com marcante influência repentista e de cordel); Paisagens; Dia de Avaliação (DDA); Dejavú; Palavreio; No meio do caminho; Fita Bonita; Digno de Nota; Vaga Lua (em parceria com Thiago Soares); Téu-Téu, entre outras.

Confira mais informações sobre Leandro Maia.


Fotos: René Cabrales                                      clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 14/03
Vanessa Longoni & Terratrônix com o show Realidade Paralela

Realidade Paralela reuniu quatro artistas consagrados e atuantes no estado: a cantora e compositora Vanessa Longoni, vencedora de inúmeros prêmios; o violonista Ângelo Primon, produtor e multiinstrumentista; o baterista Luke Faro, vencedor de concursos nacionais; e o guitarrista Marcelo Corsetti, cuja trabalho arrebatou vários prêmios musicais. No repertório de Realidade Paralela, canções como A ilusão da Casa (Vitor Ramil), Tchori Tchori (Índios Jaboti/ Rôndonia), Problema (Ketama), Guitarra Y Voz (Jorge Drexler), Lenda Praieira (Mário Gil e Paulo César Pinheiro), O Vento (Dorival Caymmi), Arrastão (Edu Lobo), Atirador (Lula Queiroga), All Because off You (U2).

Confira mais informações sobre Vanessa Longoni, Ângelo Primon, Luke Faro e Marcelo Corsetti.

Fotos: René Cabrales                                      clique em uma imagem para abrir a galeria

Dia 24/01
Izmália Ibias canta Jazz e Bossa Nova

O estilo rock de Izmália já é marca registrada, mas o que o público não sabe é que sempre que possível a cantora adora cantar bossa e jazz. O show no Ecarta Musical foi preparado com um repertório especial: Eu Sei Que Vou Te Amar (Vinícius De Moraes/Tom Jobim), Onde Anda Você (Vinicius De Moraes), Samba De Uma Nota Só (Tom Jobim), As Rosas Não Falam (Cartola), Night And Day (Cole Porter), Back To Black e Stronger Than Me (Amy Winehouse), Michele (Beatles), Mais Que Isso (Ana Carolina), I’ve Got To See You Again (Norah Jones).

Confira a trajetória da cantora em www.izmalia.com.br.

Fotos: René Cabrales                                      clique em uma imagem para abrir a galeria


Dia 10/01
JazzGig Standards

O quinteto organizou um repertório com temas de grandes nomes do jazz como All Blues, So What e Freddie Freeloader (Miles Davis) e Blue Train e Impressions (John Coltrane), além de Blue Bossa (Kenny Dorham), Footprints (Wayne Shorter), Summertime (G. Gershwin), Bananeira (João Donato) e Cantaloupe Island (Herbie Hancock).

Confira mais informações sobre JazzGig.

Fotos: René Cabrales                                      clique em uma imagem para abrir a galeria



Confira como foram as programações anteriores:

Fundação Cultural e Assistencial ECARTA
Av. João Pessoa, 943 - Porto Alegre - RS - Brasil - Fone: 51-4009.2970
© Copyright 2005 - 2011 Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)