Projeto Cultura Doadora
Doação de medula
A medula óssea é um tecido gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecido popularmente por “tutano”. Na medula óssea são produzidos os componentes do sangue: as hemácias (glóbulos vermelhos), os leucócitos (glóbulos brancos) e as plaquetas.

O transplante de medula óssea é recomendado a pacientes com doenças que afetam as células do sangue, como leucemias, anemia aplástica e linfomas.

O transplante é a substituição da medula óssea doente por uma saudável. Com isso, o organismo do paciente transplantado passa a produzir novas células da medula óssea e do sangue.
NOTA PÚBLICA
Repúdio à sanção
do Governo para
extinção das
fundações estaduais

Nome: 
E-mail: 
 
 
 
Quem pode doar
Qualquer pessoa que tenha entre 18 e 55 anos de idade e bom estado geral de saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante) pode fazer a doação de medula.
Como é feita a doação?
É realizada exclusivamente nos hemocentros. É retirada uma pequena quantidade de sangue (5ml) do doador e preenchida uma ficha com informações pessoais. O sangue é tipificado por exame de histocompatibilidade (HLA), em um teste de laboratório para identificar as características genéticas que podem influenciar no transplante. O tipo de HLA será incluído no cadastro. Os dados serão cruzados com os dos pacientes que precisam de transplante de medula óssea constantemente. Se for compatível com algum paciente, outros exames de sangue serão necessários. Se a compatibilidade for confirmada, o doador será consultado para confirmar que deseja realizar a doação. O atual estado de saúde será avaliado. A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural ou geral, e requer internação por um mínimo de 24 horas. Nos três primeiros dias após a doação pode haver desconforto localizado, de leve a moderado, que pode ser amenizado com o uso de analgésicos e medidas simples. Normalmente os doadores retornam às suas atividades habituais depois da primeira semana.
 
Quem não pode doar
Quem já teve câncer ou qualquer tipo de hepatite.
 
Bancos de Medula no RS
ALEGRETE
Hemocentro de Alegrete
Rua Gen. Sampaio, 10 - Bairro Canudos | (55) 3426.4127
hemoeste@alegrete.rs.gov.br
CAXIAS DO SUL
Hemocs – Hemocentro de Caxias do Sul
Rua Ernesto Alves, 2260, Centro | (54) 3290.4576/ 3290.4577
hemocs@caxias.rs.gov.br
CRUZ ALTA
Hemocentro de Cruz Alta
Rua Barão do Rio Branco, 1445 | (55) 3326.3168
carla-coelho@fepps.rs.gov.br
PALMEIRA DAS MISSÕES
Hemocentro de Palmeira das Missões
Rua Nassib Nassif esquina Gen. Osório, 351 | (55) 3742.1480
PASSO FUNDO
Hemopasso – Hemocentro de Passo Fundo

Av. Sete de Setembro, 1055, Centro | (54) 3311.5555
hemopasso@pmpf.rs.gov.br
PELOTAS
Hemopel – Hemocentro de Pelotas
Av. Bento Gonçalves, 4569, Centro | (53) 3222.3002
hemopel@fepps.rs.gov.br
PORTO ALEGRE
Hemorgs – Hemocentro do Rio Grande Do Sul
Av. Bento Gonçalves, 3722. Partenon | (51) 3336.6755
Horário: segunda a sexta-feira, das 8h às 18hs, sem fechar ao meio dia.
SANTA MARIA
Hemorgs – Regional de Santa Maria
Rua Alameda Santiago do Chile, 35, Nossa Sra. de Lourdes | (55) 3221.5262/ 3221.5192
hemorgs-sm@fepps.rs.rs.gov.br
SANTA ROSA
Hemosar – Hemocentro de Santa Rosa
Rua Boa Vista, 401, Centro
hemocentrosantarosa@yahoo.com.br


Fonte: Maria de Lurdes Peck Assistente Social e Coordenadora da captação de doadores de sangue e medula do HEMORGS. www.hemocentro.rs.gov.br


 
Fundação Cultural e Assistencial ECARTA
Av. João Pessoa, 943 - Porto Alegre - RS - Brasil - Fone: 51-4009.2970
© Copyright 2005 - 2011 Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)